GRUPO DE ATENDIMENTO ALTERNATIVO AO PARTO

HISTÓRICO, ATIVIDADES E OBJETIVOS

               O grupo de parto alternativo foi criado em 1981 por docentes do Departamento de Tocoginecologia e profissionais da área de saúde F.C.M. UNICAMP , com objetivo de desenvolver, aprimorar ou adaptar condutas no atendimento a mulher gestante, visando individualizar o atendimento, deixando a paciente ser vista com indiferença, respeitando suas características sócios - culturais e valorizando a participação do companheiro durante toda a gestação e no momento do parto.

               Atuando de forma pioneira em estabelecimento oficial (Maternidade Universitária) vem ininterruptamente ao longo destes quase 18 anos atendendo a população de Campinas e de cidades da região.

              A sua principal característica, como seu nome indica é oferecer conduta diferente das tradicionalmente adotadas no atendimento a gestante, valorizando o aspecto humano, trabalhando não apenas com a mulher mais estimulando a participação do companheiro em todas as fases da gestação, sem abandonar os conceitos teóricos e científicos característicos do atendimento em Hospital Escola.

               Todas as gravidas que fazem seu pré-natal no CAISM (Maternidade Escola) tem oportunidade de participar do Grupo, sendo como a única condição limitada, não apresentar risco gestacional moderado ou grave. A opção de ingressar no grupo e feito de maneira livre e espontânea pela gestante.

               O atendimento proposto pelo grupo visa tornar mais humanizado as condutas adotadas tornando o convívio entre os casais e os profissionais da saúde que atende mais próximo, visualizando a família e não apenas a gestante. Para realizar os atendimentos humanizado devem ser observados alguns princípios:

* Conhecer e respeitar os processos psíquicos e fisiológicos da Gestação, Parto, Puerpério, e aleitamento.
* Respeitar costumes locais e sócio - culturais do casal.
* Participação de equipe multidisciplinar formada por: Médicos, Enfermeiros, Psicólogos, Fisioterapêuticas,       Nutricionistas, entre outros.

AÇÕES DESENVOLVIDAS

               São desenvolvidas atividades teóricas e práticas a partir do terceiro mês da gestação, a participação do companheiro e outros membros da família são fundamentais, sendo estimulada pelos coordenadores do grupo.
               Estas atividades podem, ser divididas em 3 fases:

* Preparo físico e psíquico.
* Atenção a gestante (Pré Natal, Parto, Puerpério).
* Atividades pós parto.

               Foi desenvolvido pelo grupo um método próprio, à partir de trabalhos sugeridos por alguns autores como Read, Lamazze entre outros: Os resultados do método de trabalho adotado foram avaliados em publicações de revistas especializadas. Podendo ser considerados excelentes quando comparado aos resultados de outros autores, com método similar, obtendo 70% de partos normais sem necessidade de drogas analgésica ou técnicas anestésicas ( Parto em posição de Cócoras).

               As atividades visando preparação psico - física do casal são desenvolvidas duas vezes por semanas em local de fácil acesso (centro) e em horário vespertino para permitir a presença do marido. São atividades conduzidas pela equipe multidisciplinar (Psicólogos e Fisioterapeutas).

               Devido a grande importância do preparo no objetivo final do nascimento, analisamos separadamente o Preparo Físico e a Preparação Psica em seus aspectos mais relevantes.

PREPARO FÍSICO

               Realizado sob responsabilidade de fisioterapeutas com vários anos de experiência e vivência no grupo, que permite transmitir mais segurança as grávidas quanto aos exercícios propostos.

               São realizadas atividades físicas com objetivo de desenvolver ou melhorar a eficiência de grupos de músculos que estão envolvidos durante o trabalho de parto e aumentar a produção de endorfinas (substância analgésica produzidas pelo próprio organismo que se encontram aumentadas nas grávidas que realizam atividade física).

               Este aumento da endorfinas  permitirá que no momento do parto o inicio das contrações fossem melhor toleradas, assim como um atleta tolera melhor os incomodos da competição quando corretamente preparado, e conseqüentemente não necessitando drogas analgésica e ou anestésica durante o trabalho de parto e parto.

               Respeitando-se sempre as características individuais, os exercícios proposto são em parte para melhorar a musculatura perineal e grupos musculares que serão mais solicitados quando a mulher adotar a posição de cócoras.

               Estes resultados foram comprovados em estudos realizados no próprio grupo.

               Assim  podemos concluir que o preparo físico proposto cria condições para que sejam respeitados os processos fisiológicos do trabalho de Parto e Parto sem sofrimento para a gestante, permitindo que o mesmo seja mais natural e por isso mais humanizado.

PREPARO PSÍQUICO

               Realizado por psicólogo com  especialização em Psicoprofilaxia da gravidez, parto, puerpério e aleitamento materno com ampla experiência em acompanhar gestante adquirido em convívio com o grupo.

               O preparo psiquico tem como objetivo trabalhar as ansiedades, tensões e temores sentidos pelos casal em relação a gestação, trabalho de parto, parto, aleitamento e o relacionamento familiar. Durante as reuniões em grupos procuramos desmitificar os pré conceitos em relação a este processo e trabalhar as experiências negativas anteriores.

                É fundamental a participação do companheiro em todas as fases da preparação para que haja maior integração entre casal e principalmente entre ¨ futuro pai e filho ¨.

               São realizados exercícios de relaxamento e reuniões de grupo onde são trabalhados as ansiedades, tensões e os temores sentidos pelos participantes em relação a gestação, trabalho de parto, parto, aleitamento e a vida conjugal. Os exercícios de relaxamento e as reuniões em grupo ocorrem uma vez por semana.

               Durante as reuniões em grupo se procura trabalhar experiências negativas anteriores, desmitificar conceitos errados sobre gestação, parto e aleitamento.

               É fundamental a participação do companheiro em todas as fases desta preparação para que ele deixer de ser acompanhante passivo e atuar eficazmente durante o trabalho de parto e o parto transferindo segurança, carinho e apoio a gestante, acontecendo o nascimento do seu  filho em “ ambiente mais familiar ”.

               A preparação psicológica é de importância vital para que a produção de endorfinas e para que o parto seja fisiológico e concomitantemente mais natural, com parturientes bem acompanhadas em um ambiente adequado com menos ansiedade e sem sofrimento, em resumo de maneira mais Humanizada.

PALESTRAS COMPLEMENTARES

               São programadas palestras com temas do interesse do casal relacionadas a gestação, trabalho de Parto, Parto, Aleitamento e cuidados com o Recém Nascido e planejamento familiar.

               Estas palestras são cuidadosamente selecionadas pelos coordenadores do grupo e visam esclarecer possíveis dúvidas do período gravídico-puerperal, colaborando com esta atividade a diminuir tensão e ansiedade que possam estar ainda presentes.

               Para estas palestras são selecionados docentes com experiência no tema, sendo escolhidos preferencialmente profissionais que trabalham no CAISM (Maternidade onde serão atendidas). Desta forma pretende-se aumentar o  vínculo entre os casais e as pessoas que poderão participar de seu atendimento, já que serão conhecidas previamente.

               Estas atividades, esclarece pontos importantes, desmistifíca  conceitos sobre melhor forma de parto, auxilia na amamentação e cria ambiente mais favorável a gestante quando estiver internada, já que algumas pessoas serão conhecidas, o que torna menos “desconhecido” o ambiente hospitalar contribuindo para tornar o atendimento ao nascimento mais Humanizado.

VISITAS A MATERNIDADE

               Durante o pré natal são programados visitas a Maternidade Escola, para que a gestante se familiarize com a planta física e com as rotina da assistência onde será atendida. Possibilita também ao casal entrar em contato com pessoas que participarão do atendimento durante a internação.

               O casal é acompanhado ao Centro Obstétrico onde conhecem as salas de partos e a sala destinada ao parto vertical (de cócoras).

               Estas ações diminuem o medo das gestantes relativo a um ambiente hospitalar, consequentemente diminui o nível  de tensão do casal permitindo que o parto transcorra de forma mais natural e a permanência da gestante no hospital seja mais humanizada.

ATENÇÃO À GESTANTE

               Realizado pela equipe sob orientação do Coordenador do grupo, acontece na Maternidade Escola.
PRÉ NATAL: São realizadas consultas médicas mensais até a  semana 32 da gestação, da semana 33 à 36, consultas quinzenais, e a partir da semana 36, semanalmente até o momento do parto.

                         Nestas consultas são realizados controles clínicos e medidas rotineiras, exames físicos e complementares necessários.

                         Paralelamente são desenvolvidas pelo grupo sessões individuais de grupo com o casal. Nestas sessões além de serem abordados temas relacionados com a gravidez, amamentação, procura-se criar relação positiva com a equipe médica, diminuindo falsas expectativas, esclarecendo conceitos errôneos, que podem ser causa de ansiedade sobre a gestação, o parto, amamentação e preparando o casal para melhor convivência  com o novo membro da família. Fazendo com que esta atividade não seja iminentemente técnica e sim uma consulta médica mais Humanizada.

ATENÇÃO AO TRABALHO DE PARTO:

Utilizando as dependência da Maternidade Escola o grupo realiza a atenção ao trabalho de parto contando com todos os recursos técnicos possíveis da instituição.

                                             Dispõe para atendimento das gestantes do grupo, quarto com banheiro privativo para que o casal permaneça em liberdade durante o trabalho de parto e possa praticar as técnicas de relaxamento aprendidas.

               Neste período as gestantes são estimuladas a deambular (caminhar) e a adquirir posições que resultem mais confortáveis segundo sua experiência o segundo o treinamento  realizado no grupo. Caso o solicitar o casal podem ter um acompanhante do grupo o de um familiar (Doula).
Durante todo o trabalho de parto as gestantes são incentivadas a evitar o decúbito dorsal , sendo estimulada  a deambulação.

               A permanência em um ambiente privativo permite que, sejam realizados exercícios de relaxamento aprendidos, exercícios junto com o companheiro, música ambiente adequada, utilização de banhos de chuveiros para aumentar o relaxamento e diminuir os incômodos causados pelas contrações uterinas.

               Este quarto esta equipado com todos os sistemas de segurança e equipamento médicos, oxigênio, ar comprimido, cardioscópio, cardiotocógrafo, bomba de infusão, monitor de pressão arterial não invasiva, etc.

SALA DE PARTO:
Especialmente projetada para atenção ao parto em posição vertical, ou em outras posições, caso a parturiente o desejar. Esta sala possui uma elevação de 50 cm onde está colocada a cadeira que será utilizada pela gestante durante o parto. O companheiro permanece nesta elevação junto a gestante auxiliando nos momentos em que ela adota a posição de cócoras. Na parte inferior fica a equipe que realiza o parto, obstetra, neonatolo, enfermeira, etc.

               Está equipada com todos os recursos técnicos das outras salas, oxigênio, ar comprimido, aspiradores, carditocógrafo, oxímetros de pulso, monitores de pressão arterial. Possui equipamentos que permite regular a intensidade da luz ambiente, podendo ser criado local com menor iluminação e mais aconchegante para o casal e recém nascido.

               Este modelo de sala de parto foi durante muito tempo único em seu gênero, hoje com maior divulgação do método e de sua vantagem, está sendo adotado por outras Maternidades no estado de São Paulo como também em outros estados e fora do país.

Esta sala conta com recursos instrumentais que permitem modificar a rotina de atendimento quando se faz necessário. Podendo por exemplo terminar o parto por cesárea, quando necessário, deslocando a parturiente a uma sala cirúrgica, existente na mesma planta física

PARTO DE CÓCORAS

               Baseado em  trabalhos de vários autores, inclusive alguns desenvolvidos no próprio grupo, que demonstraram vantagem das Posições Verticais, principalmente a de cócoras, em relação a posição tradicional, as gestantes do grupo são estimuladas a assumirem esta posição por ocasião do parto. Além da maior segurança para mãe e feto, o parto de cócoras possibilita contato mais precoce entre o recém nascido e sua mãe, tornando este momento intimamente gratificante para o casal e benéfico para o futuro desenvolvimento da criança.

               Desta forma , estando num ambiente adequado permitindo a gestante escolher que posição adotar durante todo o período de dilatação e também optar pela posição em que será o parto, com presença de seu companheiro, com contato precoce entre mãe e filho, respeitando os processos fisiológicos e os costumes do casal. Estamos sem dúvida colaborando para tornar o parto cada vez mais humanizado.

>< Imagens tridimensionais: aplicamos métodos de estereoscopía para ilustrar posições e deslocamento da dor antes e durante o parto.

Visite:  http://www.reocities.com/CapeCanaveral/Lab/6146/estere.html
para conhecer a técnica, e veja entre as imagens a que corresponde a nosso trabalho.

Para maiores informações escreva ao Prof.Dr. Hugo J. Sabatino: hsabatino@cps.sol.com.br
 

BIBLIOGRAFÍA

1.- Giraldo P.C. Sabatino H. Equilíbrio ácido-básico de recém-nascidos de partos em posição de cócoras. In Parto Humanizado – Formas Alternativas. Editores sabatino H. Dunn P. Caldeyro-Barcia R. Editora da Unicamp, 1992

2.- Pinotti J.A Sabatino J.H Medicina Perinatal. Editores. Editora da Unicamp. 1987.

3.- Sabatino J.H. Gama J.C. Carvalho Pinto e Silva J.L. Faúndes A. Experiência com o uso de uma ficha obstétrica pré-codificada. Rev. Bras. Ginec. e Obst. 2 (1): 5-10, 1980

4.- Sabatino H. Fuchtner C. Santos L.P. Narbot L.B. Cintra M.A. Miguel M.A.C.C. Parto em posição de cócoras. In Medicina Perinatal. Editores Pinotti J.A Sabatino J.H. Editora da Unicamp. 1987.

5.- Sabatino H. Dunn P. Caldeyro-Barcia R. Parto Humanizado – Formas Alternativas. Editora da Unicamp. Campinas SP. 1992.

6.- Sabatino H. Caldeyro L. Serpa J.F. Dias A.L. Análise da região, da intensidade dolorosa e do comportamento, referidos durante o parto. In Parto Humanizado – Formas Alternativas. Editores Sabatino H. Dunn P. Caldeyro-Barcia R. Editora da Unicamp. Campinas SP. 1992.

7.- Sabatino H. Vilarino J.F. Avaliação obstétrica de partos em posição de cócoras. In Parto Humanizado – Formas Alternativas. Editores Sabatino H. Dunn P. Caldeyro-Barcia R. Editora da Unicamp. Campinas SP. 1992.

8.- Sabatino H. Caldeyro L. Nogueira S.C. Rodrigues M. SABATINO de L.C. Avaliação psico-emotiva do casal grávido. Rev. Bras.Gin.Obstet., 5(4):208-217, 1994.

9.- Sabatino H. Cordeiro S.N. Límoli C. Calsavara M.G.F. Verdiani L.A. Moderno método de preparação psicofísica para gestantes com o intuito de reduzir altos índices de cesáreas desnecessáreas. J. Bras. Ginec. 106 (7):263-270. 1996.

10.-   Sabatino H. Parto na vertical. Rev. Bras. Med. – GO. Vol. VIII, 2. 51-64, 1997.

11.- Vilarino J.F. Estudo Perinatal do parto em posição de cócoras na Unicamp. Tese de Doutorada defendida no Departamento de Tocoginecologia da Unicamp. 1989.